A “Internet of Things” (IoT) é trendy, assunto de qualquer encontro tecnológico, mas na realidade, descrever o potencial do conceito é quase impossível. A gama de aplicações é imensa se consideramos a possibilidade de conectar qualquer máquina ou sistema à internet para saber a qualquer momento o que está a acontecer.

Rapidamente fica claro que o único limite é a nossa imaginação. No entanto, a buildtoo quer mostrar que exemplos podemos utilizar na construção. Vamos a isso!

Trabalho/Instruções Remotas

Se conseguirmos conectar uma máquina à internet, a mesma irá fornecer informações remotamente. Isto torna possível que a mesma opere sozinha em áreas que seriam perigosas para seres humanos. Temos ainda ferramentas de trabalho, como o Google Glass, que pode ajudar os trabalhadores a receber instruções dadas pelos técnicos que estão em outra qualquer parte do planeta a ver o que está a acontecer.

Para equipamentos manobrados ​​por trabalhadores, sejam eles de energia ou articulados, a IoT significa que as horas de construção podem ser registadas automaticamente. É possível monitorizar a saúde e o estado de alerta do trabalhador e, se necessário, poderão ser executadas medidas de prevenção.

Realidade Aumentada (AR)

O Google Glass oferece AR, mas precisamos de ter o equipamento. O próximo passo será integrar o AR diretamente nas viseiras dos equipamentos e pára-brisas dos veículos. Instruções operacionais ou informações de navegação e de direção passarão pela IoT em tempo real e serão sobrepostas na visão do mundo real do trabalho a ser feito.

Ferramentas de Construção e Tracking de Equipamentos

Com etiquetas RFID, rapidamente vamos conseguir saber onde temos o martelo pneumático ou quantas gruas estão atualmente num determinado local de construção. Este sistema também permite que os equipamentos de escavação sejam posicionados com precisão no terreno para executar automaticamente instruções usando um mapa virtual de escavações, cortes ou outras modificações de terreno a serem feitas.

Building Information Modeling (BIM)

Os modelos que foram usados ​​para orientar a construção podem, por sua vez, ser atualizados por sensores colocados nos edifícios que foram construídos. Os sensores podem enviar informações sobre a maneira como os materiais estão a ser afetados pela mudança de clima e pela passagem do tempo. Podem também informar sobre possíveis mudanças na eficiência energética das coberturas, sobre como as estruturas se comportam quando há sismos ou como uma ponte se comporta com o peso do tráfego.

Estas são algumas das tecnologias com aplicabilidade na construção civil. A transformação digital do setor faz parecer ficção algumas das tecnologias descritas, mas acreditem em nós, são uma realidade neste mercado em constante crescimento.